ele procura outras mulheres

Sempre que brigamos, ele procura outras mulheres

Pergunta: Conheci meu namorado há alguns anos atrás, ele sempre disse que gostava de mim e vivia me pedindo em namoro, mas eu o enrolei por três anos até que finalmente me senti pronta para começar um relacionamento. Hoje estamos a dois anos e meio juntos.

No começo como sempre foi tudo lindo, porém sempre notei que ele não confiava totalmente em mim. Sempre brigamos muito, creio que seja por que ambos temos personalidade forte e sempre batemos de frente, mas sempre nos respeitamos e temos muito carinho um pelo outro.

Quando completou um ano de namoro, tivemos nossa primeira briga “feia” e decidimos nos separar, porém a saudade falou mais alto e voltamos. Descobri que enquanto estávamos separados, o que não durou nem três dias, ele procurou a ex dele pelo Facebook, só que conversaram pouco.

A partir daí, comecei a descobrir que sempre que brigávamos, ele ligava para alguma menina, que ele já havia ficado, para conversar. Acho que se sente carente e liga para elas, ele sempre foi inseguro e carente.

Enfim, perdi a confiança nele e hoje me sinto mal, pois tenho medo que em uma dessas brigas essas ligações evoluam para algo mais. Nos amamos e ele sempre demonstrou o seu amor  e é muito carinhoso. Mas, eu não estou me sentindo bem com essa situação.

Toda essa desconfiança e medo acabaram desgastando o que eu sentia por ele, hoje penso muito mais em mim do que em nós. Já tentei conversar com ele, entretanto continua fazendo a mesma coisa sempre que brigamos feio e ficamos sem se falar.

Já não somos mais adolescentes, afinal ele tem 30 anos. Às vezes, não vejo mais futuro para nossa relação, eu o amo e sempre lutei por nós, mas sinto que já estou cansada dessa luta.

Daniela, 19 anos.


Resposta: Querida leitora, todo bom relacionamento precisa ter estes três pilares: confiança, estabilidade e planos.

O primeiro pilar, a confiança, é a base tudo. Ele praticamente determina todos os traços de uma relação. A confiança não consiste em apenas ser fiel, e sim ser honesto, sincero, ter caráter e etc…

O segundo é construído logo após o primeiro estar estável. E logicamente o seu nome é estabilidade. Uma relação saudável, sem preocupações e onde o casal consegue aproveitar as maravilhas do amor.

E por último, mas não menos importante, vem os planos. Quando confiamos na pessoa, temos uma relação bastante agradável e estável, fazemos planos para o futuro. Tais como, casar, morar juntos e ter filhos. Aí está a magia do amor: você imaginar quantas coisas pode fazer junto com o seu amor.

Realmente, as atitudes dele após as brigas devem te deixar bastante aflita. E como você disse, já tentou dialogar sobre essas atitudes e acabou não tendo efeito nenhum.

De fato, só lhe restam duas alternativas, tentar insistir mais uma vez nos diálogos para tentar salvar a relação. Lógico que desta vez, você tem que mostrar e falar com todas as letras que não está mais contente com o rumo desta relação.

E a outra, infelizmente é colocar um ponto final. Pois, não adianta ficar insistindo em algo que não está te fazendo mal e principalmente que você não enxerga nenhum futuro.  Caso escolha esta segunda opção e precisa de um pequeno guia para superar isso, não deixe de conferir o nosso artigo sobre ‘Como esquecer um amor: 15 dicas infalíveis‘. Ficarei na torcida para você conseguir resolver os seus problemas amorosos da melhor maneira possível.

 

NOVIDADE: Você precisa de um conselho e tem pressa para uma resposta? Chegou o Conselho Premium, a sua dúvida amorosa respondida em até 72 horas. Saiba como >>
Vote neste conselho

Sou o conselheiro deste site e colunista do portal iG, uma pessoa que enxerga que o amor é a base para uma vida feliz e o alicerce para todas as outras coisas darem certo. Já errei muito na vida amorosa e com os erros vieram os acertos. E por isso, espero poder compartilhar as minhas opiniões, experiências e visões de mundo com você. Para, de alguma forma, poder te ajudar.

conselhos@conselhosamorosos.com.br

Nenhum comentário

Deixe um comentário