fiquei amiga do meu vizinho

Fiquei amiga do meu vizinho, trocamos WhatsApp e a relação esfriou

Pergunta: Tenho um vizinho, começamos a se falar depois que ele me ajudou com umas sacolas pesadas, quando eu estava chegando em casa. Durante o caminho, começamos a conversar e nos demos bem de imediato, descobrimos afinidades e ficamos amigos. Depois disso, só tínhamos contato quando saía de casa e nos esbarrávamos por acaso, não tínhamos contato de telefone ou de redes sociais.

Eu confesso que antes de conversar com ele, eu já tinha interesse nele, mas tinha vergonha de conversar, e o conhecendo melhor fiquei mais interessada. Então, na segunda vez que conversando, meio tímido, ele perguntou se eu tinha namorado e disse que não, mas que tinha terminado há algum tempo. E então, ele perguntou se meu ex era bonito, eu disse que sim, mas que não considero a aparência importante e logo depois mudou de assunto.

Depois todas as vezes que conversamos, ele me contava da vida dele e até se abriu comigo sobre alguns problemas que não conta para ninguém. Me senti feliz em saber que ele confia essas coisas a mim, parece ser um bom sinal. Nessas vezes que nos vimos, ele me dizia que eu era muito simpática e que gostava de conversar comigo, e sempre quando nos despedíamos, ele beijava a minha mão. Com esse gesto, fiquei vermelha e adorei isso, porém como não tenho certeza se ele gosta de mim também, ainda não disse nada a ele.

Contudo, nos encontramos semana passada e começamos a conversar bastante, como sempre. Mas, quando eu já ia me despedir dele, ele me pediu o meu WhatsApp, porém estava sem o celular dele na hora e então pedi para que ele passasse o número dele, que eu enviaria uma mensagem. Entretanto, ele fez questão de ir em casa para pegar o celular para salvar o meu número. Então, me perguntou se poderia mandar mensagem, se a minha mãe teria problemas quanto a isso, e eu disse que poderia mandar as mensagens à vontade. Cheguei em casa e já tinha a mensagem dele com emoticon de coração. Respondi e depois só nos falamos à noite. Quando mandei a mensagem, ele falou só um pouco comigo e disse que já tinha que dormir e eu disse boa noite e saí.

Então, percebi que ele nunca me manda mensagem e quando mando conversamos muito rápido, ele sempre precisa sair por algum motivo. Eu só quero conversar e apesar de gostar dele, nunca dei em cima. Até tenho pensado de que caso ele não goste de mim, quero tê-lo como amigo para não o perder. Estou um pouco confusa em relação ao comportamento dele, foi ele que pediu o meu WhatsApp e parece que nunca quer conversar comigo e quando conversamos é muito rápido. Ainda não nos vimos depois disso. Desculpe o “textão”, mas estou muito confusa com isso, por que ele está agindo assim de uma hora para outra?

Lola, 25 anos.


Resposta: A tecnologia é algo incrível, ela fez com que muitas áreas avançassem, menos uma: o amor.  Com tempo, veio o SMS, mIRC, ICQ, MSN, Skype e agora o WhatsApp. Quantas boas conversas foram evitadas pessoalmente por causa desses serviços? A proposta sempre foi de aproximar as pessoas, mas realmente aproximam ou distanciam? Cada dia que passa, os jovens ficam mais dentro de casa em contato com a tecnologia, do que fora dela em contato com as pessoas.

Uma conversa de texto jamais irá substituir uma de verdade. Pois, é praticamente impossível a pessoa se expressar do jeito que realmente quer, e ainda mais ter certeza que a outra vai entender 100% da forma desejada.

Lógico que existem casos, como namoros à distância e outros inúmeros, que de fato a tecnologia ajuda bastante. Não estou querendo ser radical, apenas tento passar uma visão mais intensa do quanto não devemos deixar relacionamentos e possíveis relações se acabarem apenas por algo como a tecnologia.

Seu vizinho pode não utilizar com muita frequência ou não ter paciência com o WhatsApp. Acredito que isto não seja motivo para ele está ou não interessado em você. A melhor forma de saber as intenções dele é o vendo! Utilize sutilmente as suas armas (de sedução) para criar uma oportunidade dele te paquerar ou para despertar algo nele! Boa sorte!

 

NOVIDADE: Você precisa de um conselho e tem pressa para uma resposta? Chegou o Conselho Premium, a sua dúvida amorosa respondida em até 72 horas. Saiba como >>
Vote neste conselho

Sou o conselheiro deste site e colunista do portal iG, uma pessoa que enxerga que o amor é a base para uma vida feliz e o alicerce para todas as outras coisas darem certo. Já errei muito na vida amorosa e com os erros vieram os acertos. E por isso, espero poder compartilhar as minhas opiniões, experiências e visões de mundo com você. Para, de alguma forma, poder te ajudar.

conselhos@conselhosamorosos.com.br

comentários
  • Muito bom! Dei sorte de ter um vizinho gay!

     
    14 de setembro de 2016
  • Oi Lola, boa tarde, concordo com o Aconselhado e acho q deveria criar oportunidades reais, por exemplo, leve um pedaço de bolo ou algo preparado por vc em agradecimento por ter ajudado com as sacolas…ou convide-o para assistir a um filme no cinema…ou qqer outro tipo de encontro q amigos possam ter para ver se dá em algo mais, boa sorte😃

     
    21 de maio de 2016

Deixe um comentário