Fui para cama no primeiro encontro

Fui para cama no primeiro encontro e agora ele não me quer mais

Pergunta: Estou trabalhando em um lugar e lá conheci um homem… Ele tem 47 anos, saiu de um relacionamento de muitas idas e vindas e é o famoso “pegador”.

Começou com uma simples paquera e evoluiu para dois encontros, aos quais acabei não resistindo e fui para cama com ele.

Ele se aproxima de mim o tempo todo, brinca comigo, porem só no local de trabalho. No último encontro achei muito corrido e mandei uma mensagem dizendo que eu achava que ele estava enganado, que eu não sou o tipo de mulher com quem se tem relação sexual e tchau…

Ele só visualizou e não me respondeu. Agora não sei como proceder. Quero algo a mais, porém ele não demonstra interesse.

Entretanto, ele fica me dando satisfação e explicação de tudo. Por exemplo, quando brincam com ele no nosso local de trabalho, ele se esquiva não entra em brincadeiras que antes de ficarmos, ele não ligava.

Aline 30, anos.


Resposta: Temos aqui um combo de situações: o fato dele ser seu colega de trabalho, de ter saído de um relacionamento complicado e ter a tal fama de “pegador”.

Primeiramente é inevitável adotar a estratégia dele sentir a falta da sua presença, pois vocês trabalham no mesmo lugar. Então, temos que tentar achar uma forma de driblar esta situação.

E as outras duas questões podem estar interligadas. Pois o fato dele ter saído de uma relação complicada pode despertar a vontade de conhecer pessoas diferentes e não querer compromisso no momento.

Podemos também ter um problema aqui, além desse combo, tem o fato dele provavelmente já ter conseguido o que queria, que no caso é ir para cama. Nada contra, o sexo casual ou até mesmo de ter relação logo no primeiro encontro. Mas, na minha opinião, isso pode comprometer quem quer ter uma relação de longo prazo com a outra pessoa. Por quê? Pois somos seres-humanos! Somos guiados pela curiosidade, imaginação e até mesmo fantasias. Pense que a construção de um relacionamento é como um filme, ele vai mostrar o seu melhor logo no início? Não, pois senão pode tirar o interesse do público logo.

Nesse caso, a gente tem entregar o nosso melhor aos poucos. Pra sempre gerar aquele gostinho de quero mais. E quando sentimos que conquistamos a pessoa, é o momento em que devemos nos entregar pra valer.

Pulei etapa e a gente tem contato no dia-a-dia por causa do trabalho, o que devo fazer? Antes, não tem como saber quais seriam os resultados se você tivesse feito diferente, pois não sabemos quais são as intenções dele ou preferência ao tratar-se de um relacionamento. Entretanto, podemos utilizar novas estratégias. Nada de se preocupar com que já aconteceu, apenas levar como aprendizado.

Lembra do “gostinho de quero mais”? Então, você poderia mudar a sua postura com ele. Trate-o friamente e evite conversas, mas seja bem educada. Ele vai começar a estranhar a sua mudança e vai querer questionar o motivo. Enrole! Ele deve ficar mais curioso ainda. E durante esse tempo, demonstre como você é plena e como tem autoestima, pois pessoas seguras, alegres e confiantes despertam interesses de outras.

Com o passar do tempo, quando ele questionar novamente a sua mudança, seja franca. Diga que não gostou da postura dele quando vocês estavam se relacionando e que você gosta de ter algo mais sério. Se em algum outro dia, ele te chamar pra sair, não aceite, basta inventar qualquer desculpa. Diga que já tem outro compromisso ou que precisa fazer alguma outra coisa. Estamos utilizando aqui a estratégia de reacender o interesse dele por você. Depois disso, se ele te chamar novamente para sair, aceite! Caso ele não a chame, pode como quem não quer nada, perguntar se o convite ainda está de pé. Mas, só no caso se ele realmente demorar muito para te chamar para sair.

Ah, vão sair? Parabéns, você concluiu essa etapa com sucesso. Vamos deixá-lo mais doido? Não tenha relação sexual nem nesse encontro e nem nos próximos, ao menos durante 1 mês. Se tudo der certo, após esse período, vai aos poucos se entregando mais. Mas, você precisa ter certeza se é o momento e analisar o quanto ele está interessado em você.

Temos aqui todo um roteiro, o qual não é garantia de nada, pois o ser-humano é imprevisível. Só que nessas horas é indispensável ter alguma estratégia e você pode até mesmo melhorar o que foi sugerido aqui. E é claro que não é obrigada a seguir, pois trata-se apenas de uma opinião pessoal de quem vos escreve. Torço para que você reconquiste-o.

 

 

NOVIDADE: Você precisa de um conselho e tem pressa para uma resposta? Chegou o Conselho Premium, a sua dúvida amorosa respondida em até 72 horas. Saiba como >>

Sou o conselheiro deste site, uma pessoa que enxerga que o amor é a base para uma vida feliz e o alicerce para todas as outras coisas darem certo. Já errei muito na vida amorosa e com os erros vieram os acertos. E por isso, espero poder compartilhar as minhas opiniões, experiências e visões de mundo com você. Para, de alguma forma, poder te ajudar.

Nenhum comentário

Deixe um comentário