conheci no Facebook

Me envolvi com uma pessoa que conheci no Facebook, e ela parou de falar comigo!

Pergunta: Conheci uma pessoa pelo Facebook. Ele me adicionou e começou a falar comigo. Primeiro eu tentei apenas responder educadamente, mas no feriadão eu estava em casa entediada, chovendo, ele apareceu e acabei conversando mais. Passamos o resto da semana conversando pelo WhatsApp. Parecia uma pessoa legal.

Eu tentei ser bem honesta, isso geralmente espanta os interessados. Sou filha única, moro com meus pais, tenho uma família bem unida, sou religiosa, etc. Quer dizer, não estou disponível para encontros casuais. Acho que não ficou dúvidas quanto a isso.

Mas ele insistia, falava que queria me conhecer, conhecer minha família, minha mãe caiu e se machucou e ele sempre perguntava como ela estava e até se ofereceu se precisasse levar ela em algum lugar. Ele dizia que tinha poucos amigos na cidade e podíamos ser só amigos. Sempre me mandava “bom dia” pela manhã.

Primeiro me convidou para um café. Ok, de dia, gostei da ideia. Até o fim da semana era um barzinho sábado de noite. Ainda assim aceitei e fui com meu carro, apesar da insistência em me buscar.

Tivemos uma conversa normal, eu acho, e ele quis dar uma volta de carro. Talvez eu devia ter parado por aqui, mas, enfim, arrisquei. Ele quis me mostrar onde morava e me fez subir no seu apartamento. Eu mal passei da porta, fiquei tensa e quis ir embora. Ele podia só ter me levado de volta, eu pegava meu carro e ia pra casa. Mas ele quis saber onde eu morava, então dirigimos até lá, voltamos, nos beijamos brevemente, peguei meu carro e fui pra casa.

Talvez eu fui meio fria com ele, mas eu estava cansada e preocupada com a hora. Nunca escondi que era medrosa de andar à noite. E aquela de me levar no apartamento me deixou muito nervosa. Compreensível, não é?

Eu esperava que ele me mandasse uma mensagem perguntando se cheguei bem. Não mandou. Eu mandei e ele respondeu. Desde então, tudo mudou. Não aconteceu nada demais, só um beijo de despedida. E na semana seguinte, perdi o amigo. Simplesmente parou de conversar comigo. Tentei algumas vezes porque, sei lá, às vezes sou meio distante mesmo, mas é porque sou reservada, tímida e muito desconfiada. Não devia ter tentado consertar nada, mas tentei.

E ele não falou mais comigo, não mandou mensagem, não ligou mais. Vai ver que essa semana ele já tem novos amigos. O que eu penso agora é que tem muitos idiotas no mundo e fiquei ainda mais desconfiada. Tudo isso seria até normal, acho que todas passam por uma esnobada de vez em quando, mas o cara usou o acidente da minha mãe para ganhar minha confiança! Isso que me deixa chateada.

Custa agir como um cafajeste normal, falar que sou bonita e etc? Ele usou minha família! Será que eu deixei ele identificar que era minha maior fraqueza, por isso ele conseguiu me convencer a sair? E o que ele pretendia com esse “encontro”? Será que eu fiz alguma coisa para espantar? A melhor coisa que eu faço é ignorar o que aconteceu e seguir em frente?

Adele, 29 anos.


Resposta: Muitas vezes, relacionamentos iniciados pela internet são complicados. Pois, uma pessoa do nada adiciona a outra e começa a puxar papo? De fato, deve ter segundas intenções.

A pessoa não sabe absolutamente nada sobre você e precisa utilizar algum artifício, ou até mesmo uma brecha, para poder chamar a sua atenção e te convencer a um encontro. Pelo visto, você pode ter dito que é uma pessoa que preza muito a família e ele pode ter utilizado disso para te conquistar.

A meu ver, em uma relação na qual vocês saíram uma ou duas vezes e a pessoa quer te mostrar o apartamento dela, deve ser porque tinha outras pretensões. E como viu que você não é tão fácil como ele imaginava, acabou desistindo de manter algum tipo de relação.

Não necessariamente que meu argumento seja uma verdade absoluta, é apenas um ponto de vista, o qual pode está certo ou não. Mas, é algo que serve para reflexão. Pois, o mundo está cada vez mais mudado, muitas pessoas fogem de relações sérias e querem ter um envolvimento mais casual.

Não vejo que você tenha agido errado, em relação a não entrar no apartamento dele. Acredito que você teve uma ótima postura e acabou se preservando.

Se o rapaz não está demonstrando mais interesse e nem se quer é uma grande paixão sua, parta para outra! Tem tanta gente legal cheia de amor pra dar!

 

NOVIDADE: Você precisa de um conselho e tem pressa para uma resposta? Chegou o Conselho Premium, a sua dúvida amorosa respondida em até 72 horas. Saiba como >>

Sou o conselheiro deste site, uma pessoa que enxerga que o amor é a base para uma vida feliz e o alicerce para todas as outras coisas darem certo. Já errei muito na vida amorosa e com os erros vieram os acertos. E por isso, espero poder compartilhar as minhas opiniões, experiências e visões de mundo com você. Para, de alguma forma, poder te ajudar.

comentários
  • Avatar

    Adele concordo plenamente com o aconselhador….e olha lá se o indivíduo além de estar interessado na sua pessoa, tbm não estaria de olho em tirar vantagens financeiras, já q nem carro ele tinha…poderia te envolver de tal modo…q acabaria pagando até as contas dele…
    Comemore…ele foi embora da sua vida antes de vc se apaixonar…só está aborrecida com o jogo de cooptação do mal caráter… E como dizem…. ” O q não te derruba te fortalece”
    Bjos e boa sorte!

     
    8 de abril de 2016

Deixe um comentário